Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Curral Quântico

We are no longer the same, you wiser but not sadder, and I sadder but not wiser (...)

   Ainda estou a olhar para as notas. Esta é fantástica: Tenho um bom livro para escrever quando toda a gente estiver morta. Em baixo, percebo (melhor) porquê: desenhei uma fila de corações, e dei como exemplo,  o rabo do … No original, os três pontos são substituídos pelo nome (que não escrevo porque toda a gente está viva) de um rapaz que andou comigo no secundário e que eu só conhecia pelo rabo. Nem sei se algum dia lhe soube outros traços que não o daquelas duas bolinhas empinadas. Não precisava, tal a magnificência das nádegas-matrícula; e desafiavam as convenções, e desafiavam a gravidade, e desafiavam a minha capacidade de conter gargalhadas histéricas. É portanto uma pena que eu vá morrer primeiro que muita gente.