Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Curral Quântico

We are no longer the same, you wiser but not sadder, and I sadder but not wiser (...)

   As minhas clavículas não são um mito: existem em par e, como tantas outras partes da minha anatomia, são feiosas. Para o descobrir, bastou-me correr duzentos quilómetros num mês. Os meus quadricípites de granito estão de parabéns, e o conjunto que fazem com toda aquela gordura lateral de fêmea fértil está mais pequeno do que há um mês atrás. Na verdade, tudo em mim parece ter encolhido, e com uma rapidez assustadora. «O teu peito está horrível, não tens mamas nenhumas.» Alas!, a mãe é que sabe - como se a sua copa C não fosse um dos fantasmas da minha adolescência; mas eu sinto-me capaz de correr até ficar com o tronco de um rapazinho. É a minha nova forma de lidar com as coisas. Ando literalmente a fugir delas, e a ficar cada vez melhor nisso. De resto, os meus ossos são feiosos, os meus refegos são feiosos, ninguém se importa.