Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Curral Quântico

We are no longer the same, you wiser but not sadder, and I sadder but not wiser (...)

Um monte de notas de rodapé

   Gostava de ter tempo para relatar as pequenas variedades do dia-a-dia, mas ando tão consumida pelos tons das folhas, a cor da cerveja, o padrão gasto dos bancos de autocarro nos raros dias em que há algum à vista; depois chego a casa e ainda tenho que ser senhora, pousar uma mala e agarrar noutra, fugir da velhota do quarto andar, pedir o talão no supermercado.

   Eu até tenho tempo, mas dou-lhe outros usos:

   Vou correr de noite; quando o Ilya não quer vir comigo*, sigo a regra-dos-sinais-de-trânsito: atravesso a estrada quando o sinal está verde, continuo rua afora quando o sinal está vermelho. Não vale a pena fingir que tenho sentido de orientação.

   Estou a encolher porque não tenho paciência para cozinhar para mim, mas no fim-de-semana fiz uma tarte de abóbora. Assei as abóboras no forno; fiz a massa de raiz e estendi-a com uma garrafa de vinho vazia — rolo da massa? Não temos. Mesmo assim, a tarte desapareceu em quinze minutos. Cozinhar para três homens** é divertido.

 ____________

That girl runs like a monster***, disse ele, quando chegámos a casa depois de corrermos juntos pela primeira vez. Fiquei profundamente infeliz com algumas interações pós-maratona que me fizeram questionar se devia continuar a correr ou não. Aquele foi precisamente o tipo de incentivo de que precisava para voltar aos treinos.

** Até ontem, vivi com mais uma pessoa além dos flatmates. O Klim já devia ter saído do apartamento quando eu cheguei. Atrasou-se a submeter a tese de mestrado e acabou por ficar no sofá do Ilya. Foi para Viena ontem, mas volta para a semana****.

*** Voltei a ouvir esta frase mais vezes. Parece que correr maratonas, ainda que mal e lentamente, impressiona muita gente.

**** Para a semana, mais precisamente no dia 14, vai haver festa no apartamento. A festa de Natal do ano passado ficou na história da cidade. Toda a gente fala dela. Até a polizei.