Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Curral Quântico

We are no longer the same, you wiser but not sadder, and I sadder but not wiser (...)

   O meu pai trabalha a vinte minutos a pé - ou, se eu não privilegiasse o combate à celulite e me importasse com as bolhas que a corrida me pôs nos pés [este ano não uso sandálias], a duas estações de metro - daqui, facto de utilidade extrema quando quero mitigar os efeitos de uma semana não ideal, que ainda por cima vai terminar em trovoada. Claro que estou a falar de comida, e de cravar almoços ao velhote. Não me chamem nomes, estou apenas a recorrer aos meus aapanágios de cria. O que é um almoço no universo de despesas várias com que sobrecarreguei o pobre homem nos últimos anos? Ora, eu digo o que é: uma excelente oportunidade para discutirmos as indecisões juvenis, as crises de meia-idade que resultam na aquisição de bicicletas, o fabrico de pão enquanto terapia. Também costumamos reorganizar o ranking de locais onde se compram as melhores bananas - para nós, é uma questão fraturante.