Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Curral Quântico

We are no longer the same, you wiser but not sadder, and I sadder but not wiser (...)

Querido, hoje sinto-me particularmente conversadeira

   Ainda não fui à praia este ano. Mais: é provável que não acomode as bimbas numa cadeirinha desdobrável até Setembro, que é quando os dias se sentem já encolhidos, a aragem põe os pelitos dos braços em continência e tenho uma boa justificação para não despir a camisola. Percebe-se facilmente porque é que não compro biquínis há uns três, quatro anos: estão sempre escondidos, e eu também. Além disso, as minhas mamas pararam de crescer há dez anos. A mesma copa pré-púbere, tão almofadada que eu deixaria qualquer pessoa pousar-lhe a mão em cima (isto? é uma fantasia, não é meu), serve-me hoje como me servia quando a minha cara era uma lua. Estou sempre a falar nisto. Sei bem. Mas foi assim que a sociedade me fez; o que é grande é lindo e está na moda; tangerinas não me arranjam marido. Resta-me juntar o dinheiro para os implantes.

 

   Falando em embelezamentos, urge deitar a minha luxuriante cabeleira na pia de um cabeleireiro. Tenho o cabelo de três cores - felizmente, é moda: as raízes estão escuras como já não as conhecia; as pontas estão loiras, queimadas do sol e com a textura áspera da vassoura que uso para varrer a calçada do quintal; a terceira cor é o resto, tem graça de catálogo e há um ano era muito bonita. Um ano; não tenho nenhuma consideração pelo meu cabelo; mas ele também não me estima: se o fizesse não se torcia em rabinhos de leitão, que por sua fez se enovelam, partem à primeira promessa de pente e ficam deitados de barriga para o ar na cerâmica da banheira, a olhar, a rir, a olhar… Quando entrar no salão, as tesouras vão chorar; à saída, mostrar-me-ei de cabelinho lambido, como uma menina normal. Só choro quando os caracóis regressam porque só aí noto que deixei metade deles no linóleo pintalgado.

 

   Só mais uma coisa; é tão importante que a vou escrever em maiúsculas, depois de fazer parágrafo:

   O PÚCHKIN É O MAIOR <3 <3 <3

   Pronto. Podem seguir com as vossas vidas.

2 comentários

Comentar post