Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Curral Quântico

We are no longer the same, you wiser but not sadder, and I sadder but not wiser (...)

Joyce:

     SWRB presents: reflexões intermédias #1

 

   Página algures-a-meio-do-livro e as indecisões proliferam. O que estou a ler é profundo, requer um elevado esforço mental, exige a disponibilidade emocional de que não disponho neste momento; ou é apenas aborrecido? O Artista, quando Jovem, encontrava-se a braços com uma complexa vida interior; ou era só um papalvo acagaçado (justificadamente - até eu já tenho medo do Inferno, e sei que é para lá que irei) pela própria tesão? Ir almoçar levando um livro destes debaixo do braço é uma demonstração de pedantismo intelectual; ou  manejar talheres e páginas em simultâneo é tamanha prova de cretinice que torna uma pessoa elegível a piada? (Está bem: talvez saiba a resposta à última questão, mas não a queira admitir. Um livro é uma companhia de refeição pouco compatível com molhos.)